“Nós não podemos ser o motivo da extinção deles”: Behati Prinsloo é o novo rosto da conservação dos rinocerontes

Fonte: Fast Company

No início do século XX, haviam 500.000 rinocerontes vivendo no nosso planeta. Hoje, há aproximadamente 28.000 e algumas espécies possuem menos de uma mão cheia no mundo inteiro. Poucos rinocerontes vivem fora de parques nacionais e reservas, devido à caça e perda de habitats.

Surpreendente é a exibição do quão rápido os humanos podem acabar com espécies do planeta: apenas na Africa do Sul, uma média de dois rinocerontes por dia eram mortos em 2018. Seu país vizinho, a Namíbia, enfrenta um problema parecido, já que a população de rinocerontes pretos do país, uma das maiores do mundo, está sob ameaça. O país perde cerca de 50 rinocerontes por ano para os caçadores, que caçam rinocerontes, corta os chifres deles e deixam os animais sangrarem até a morte. Os chifres são vendidos no mercado negro para clientes, inicialmente, no mercado asiático, onde, de acordo com a WWF, são usados como “drogas para festas, suplemento de saúde e cura para ressaca” e onde eles acreditam que pode curar o câncer.

Enquanto drones de proteção a rinocerontes, AI que prevêem ataques de caçadores, rastreadores em GPS fixados nos chifres de rinocerontes e muitos dados são ferramentas úteis para combater a caça, uma das mais poderosas armas é a voz humana. Este é o motivo que fez a modelo namibiana Behati Prinsloo adicionar uma nova linha em seu curriculum como Embaixadora Global da Save The Rhino Trust Namibia (SRT), uma organização que trabalha para proteger o restante da população de rinocerontes pretos selvagens, os quais ainda são cerca de 5.000 na Terra.

Behati cresceu na Namíbia, passando seus finais de semana acampando com seu pai nos parques nacionais do país, que foi onde ela se apaixonou pelos rinocerontes. “Estes animais realmente são nossos dinossauros,” ela disse para a Fast Company. “Eles são tão incríveis, gentis e curiosos e são uma parte tão grande do ecossistema da Africa. Nós não podemos ser o motivo da extinção dele.”

Quando Behati foi abordada pela SRT, ela aproveitou a chance de se envolver e logo entrou em um avião para a Namíbia, com uma equipe de filmagem para seguir os rastreadores da SRT enquanto eles ficam de olho na redução da população dos rinocerontes pretos. “Nós ficamos tão impressionados com a paixão destas pessoas em campo, que eu realmente quis ser a porta-voz deles,” ela disse. “Eu realmente senti uma responsabilidade especial, porque eu possuo uma plataforma e isto é algo que eu sou muito apaixonada. Sinto minha responsabilidade de ao menos tentar fazer a diferença.”

Em seu novo papel, Behati está trabalhando com a instituição para espalhar conscientização sobre a caça de rinocerontes pretos e está na esperança de inspirar a próxima geração a lutar pelo futuro delas. “Eles dizem que três rinocerontes são caçados em um dia na Africa,” disse Prinsloo. “Se continuar desta forma, não haverá nenhum rinoceronte em tipo 10 anos, o que é muito louco para mim. Minhas filhas terão 11 e 12 anos em 10 anos e há a possibilidade de não haver rinocerontes para elas verem. Eu estou realmente tentando fazer as pessoas verem a urgência deste problema.”

Quanto ao que uma pessoa normal pode fazer para salvar os rinocerontes que não envolva voar para a Namíbia para ficar de guarda, Behati sugere ajudar a criar consciência sobre a caça, especialmente em países em que há demanda de chifres de rinocerontes, e explicando que rinocerontes podem desaparecer da face da Terra durante a nossa existência. Ela também sugere realizar doações para organizações que possuem pessoas em solo, como a SRT, e votar em candidatos que priorizam a proteção do planeta.

Enquanto ninguém culparia Behati – ou qualquer outra pessoa – por querer deitar na cama com os cobertores sobre suas cabeças após pensar sobre o dilema do planeta e dos animais que vivem nele, Behati está surpreendentemente esperançosa.

“Eu acho que nós temos que ter esperança,” ela disse. “Nós apenas precisamos ficar juntos e começar a fazer a diferença. Eu acho muito empolgante quando você vê as pessoas animadas. Isso me deixa realmente feliz, porque é quando podemos fazer a mudança.”


Behati Prinsloo Brasil © 2016 - 2017 • Todos os direitos reservados
Layout por Ana Liziane