Behati Prinsloo é capa da edição de janeiro da Net-a-Porter

Fonte: Net-a-Porter

Nascida na Namíbia e atualmente morando em L.A. com o cantor e marido Adam Levine, a modelo Behati Prinsloo está navegando em uma trajetória de sua carreira sem medo de se desviar da trilha alcançada – quando o ‘sucesso’ não é a sua ambição, isto te deixa aberto a encontrar um jeito mais interessante de viajar. A modelo de 30 anos de idade compartilha sua jornada desde a Africa para o mundo de clipes musicais e grupos de chat com as mães da Victoria’s Secret.

“Foi um choque para o sistema quando eu deixei a Namíbia para modelar. O primeiro lugar que eu fui foi para Londres. Eu tinha 15 anos, era cinza e congelante: eu não estava acostumada com o calor, eu não estava acostumada com aquela quantidade de pessoas. Mas eu sou filha única e eu sinto que eu sempre quis caos a minha volta. Eu aprendi muito sobre mim mesma e, mesmo algumas vezes eu ficando muito deprimida, eu gostei muito também. Nova Iorque também foi chocante: a primeira vez que eu precisei pegar um táxi, eu fiquei tipo, “Isso é uma loucura! Nós não temos táxi na Africa, você simplesmente vai dirigindo pra qualquer lugar.”

“A coisa mais difícil para mim foi ter que falar em inglês o dia todo e todos os dias. Eu sentia falta de conversar com as pessoas em africano. Em Nova Iorque, o quão rápido as coisas se movem foi um choque, mas no fim, você acostuma – isso te joga no fundo e você simplesmente precisa nadar, você não questiona. Comparado com a Namíbia, é um mundo completamente novo. Eu sou grata por ter passado o fim da minha adolescência e início dos 20 anos lá; você realmente se descobre ao descobrir a cidade. Um lugar tão louco para estar quando você é tão jovem e sozinha. Eu podia fazer o que eu quisesse. Eu fico feliz por ter crescido lá.”

“Eu conheci o meu marido (Adam Levine) através de um amigo em comum. Adam estava procurando uma garota para um videoclipe que podia fazer alguma coisas em ação, e o nosso amigo ficou tipo, ‘Você tem que conhecer a Behati, porque ela é um moleque e topa qualquer coisa.’, então ele me mandou um e-mail perguntando se eu podia fazer. Eu acabei não fazendo, mas nós continuamos trocando e-mails. Foi uma correspondência tão natural que nós meios que me apaixonamos por e-mail. Um mês depois, eu foi para L.A. para um trabalho e essa foi a primeira vez que nós nos encontramos pessoalmente. Eu lembro de chegar: eu abri a porta e foi aquele momento clássico em que a luz ilumina um estúdio escuro e todo mundo olhou para mim. Ele estava usando luvas de boxe e ele veio me abraçar – foi tão esquisito. Depois ele me levou para jantar e nós conversamos por horas e nos divertimos muito. Foi amor à primeira vista, foi muito doido. Nós terminamos por dois meses e eu percebi que foi a pior decisão, então nós voltamos, ficamos noivos e casamos. Foi uma loucura.”

“Eu não me senti pressionada para voltar ao meu peso normal (após ter filhos). Eu engravidei (da Gio, que hoje tem 11 meses) sete meses após ter minha primeira filha (Dusty, que possui 2 anos). Eu tenho modelado por 15 anos e quando eu engravidei, eu não queria fazer mais nada, eu queria aproveitar o meu momento. Eu realmente gostei de ficar grávida e não trabalhar. Quando eu engravidei pela segunda vez, eu fiz a mesma coisa. Após minha primeira filha, eu tive uma depressão pós-parto leve e foi difícil voltar para a minha vida normal, mas após a segunda filha, tudo foi mais fácil; foi mais fácil para voltar a malhar, amamentar foi mais simples. Ninguém me pressionou para voltar para o trabalho, nem mesmo a Victoria’s Secret, com quem eu tinha contrato – eles nunca me perguntaram quando eu iria voltar.”

“Eu finalmente estou curtindo me arrumar novamente. Eu fiquei grávida e amamentando por tanto tempo, que eu fiquei literalmente vivendo em calças de moletom. Mas há alguns meses eu vesti moletom e fiquei tipo, ‘Não, está na hora de vestir um jeans e roupas normais.’ Eu amo jeans e uma camisa. Adam compra uns tênis doidos pra mim e eu tenho um armário cheio de sapatos, mas eu normalmente uso Dr. Martens. Eu nunca fui esse tipo de garota que fica de salto o dia inteiro – isso me deixa desconfortável e eu já sou muito alta. Quando eu tenho um evento, aí sim eu uso saltos, mas não no dia-a-dia.”

“Eu participei do desfile da Victoria’s Secret oito meses após ter a Gio. Eu me senti tão imponderada. Eu fiquei tipo, ‘Eu posso fazer isso, eu tenho duas filhas.’ Foi uma jornada linda; eu amei estar grávida e curti voltar ao trabalho.”

“Minha filha Dusty é muito engraçada e mandona. Ela é virginiana; ela tem uma personalidade forte. Eu acho estranho conseguir saber o senso de humor dela mesmo ela tendo dois anos. Gio é carinhosa e fofa. Eu estou ansiosa para vê-las um pouco mais velha e ver a personalidade delas se desenvolver, porque eu acho que elas vão ser muito diferentes.”

“Eu sou tão sortuda que é fácil balancear trabalho e filhos, porque o meu marido nasceu e foi criado em Los Angeles e a família inteira dele está aqui: avós, tios, tias, primos. Realmente é incrível saber que quando eu deixo as crianças por um ou dois dias, elas estão cercadas da família. Atualmente, eu estou mantendo o trabalho bem casual e tentando não estar em todos os lugares e mostrar que eu estou ‘de volta’ – é difícil ser mãe. As pessoas que me inspiram mais são as mães trabalhadoras; é incrível ver essas mulheres incríveis e fortes com filhos e uma carreira, e arrasando nos dois.”

“Dusty já tem seu estilo próprio. Tem coisas que eu tento vestir nela e ela fica, ‘Não, mamãe, não.’ Então eu tenho que revirar o guarda-roupas inteiro até ela encontrar algo que queira vestir. Ela realmente tem seu estilo próprio: ela veste uma camisa com uma camiseta por cima, leggins, um tutu e sapatos que ficam grandes demais. Ela é bem selvagem – um verdadeiro bebê do rock’n’roll! Ela me deixa no chinelo.”

“Eu comecei a trabalhar com a ‘Save The Rhino Trust’. Doutzen Kroes é uma grande amiga minha; ela trabalha muito com elefantes (caridade) e me colocou em contato com uma mulher que estava trabalhando com a ‘Save The Rhino Trust Namíbia’. Namíbia é uma grande parte da minha vida – lá há o maior número de rinocerontes pretos livres e eles estão sendo caçados. Se a nossa geração não tentar acabar com a caça, os rinocerontes simplesmente não vão existir mais. Eu sou muito próxima deste lugar, é de onde eu vim. Eu vou fazer um filme com os caçadores de rinocerontes para tentar e alarmar sobre a situação. Se eu salvar pelo menos um rinoceronte já vai valer à pena.”

“Eu tenho um grupo no WhatsApp com as minhas melhores amigas Candice Swanepoel e Lily Aldridge. Lily está atualmente grávida, então eu e a Candice estamos constantemente falando pra ela quais produtos comprar. Eu me divirto muito tendo este tipo de amizade, em que vocês entendem completamente o trabalho uma das outras, mas nós nunca falamos sobre trabalho. Nas últimas mensagens que trocamos, Candice mandou um vídeo de seu filho e nós ficamos morrendo de amor. Eu falei que ela estava maravilhosa no desfile da VS e depois nós falamos sobre o comercial da Lily que passou durante o desfile. Nós também falamos sobre escolas, porque a Dixie (filha de Lily) é um pouquinho mais velha e a Candice está nos dando alguns conselhos… Discussão de mães!”

Confira as fotos de Behati na revista:


Behati Prinsloo Brasil © 2016 - 2017 • Todos os direitos reservados
Layout por Ana Liziane